sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Visual e exclusividade com a Balança Monobraço

Uma das formas de customização mais interessantes para melhorar o visual de uma moto e que se adapta muito bem ao estilo tanto das choppers quanto das superbikes, é a instalação de um kit para conversão da balança traseira original por uma com sistema monobraço. Este tipo de balança, como sugere o próprio nome, conecta-se a roda por apenas um dos lados, diferente da maioria dos estilos de balança, que normalmente prende a roda pelos dois lados.
A grande vantagem prática, sem contar a beleza, fica por conta da simplicidade para a retirada da roda, que fica mais fácil do que em um sistema convencional, pois na maioria dos kits de conversão, são retirados alguns parafusos ou apenas um, na ocasião da troca de um pneu,ou reparo de uma roda. Na prática, fica muito semelhante à retirada de uma roda de carro. Ao contrário do que se imagina, este estilo de balança traseira não é uma novidade, pois, no final dos anos 40, precisamente em 1949 uma motocicleta alemã chamada Imme já possuía o sistema e em 1950, o mesmo já estava presente na Moto Guzzi Galetto. Algumas motocicletas atuais saem originais de fábrica apresentam esse sistema, como exemplo as BMW HP2 Sport e as Ducati 1098 e alguns modelos da Inglesa Triumph.


O mais interessante, em termos de visual, é a exposição total (pelo menos em um dos lados) da roda, o que embeleza a moto e valoriza o design da roda e do conjunto final, fazendo das máquinas equipadas com este sistema, um pouco mais exclusivas, além de proporcionar um pequeno ganho em relação ao peso versus potência, sempre bem vindo em qualquer moto!


2 comentários:

pat_skr disse...

Gostei muito,do artigo sobre a balanca monobraco,nào imaginava,que
em 1949 já existia essa tecnologia.

Silvane disse...

Nossa como sou desligada, adoro motos e nunca tinha atentado a esse detalhe tão gritante. As motos que utilizam essa tecnologia ficam incrivelmente mais bonitas.